Idosos

"Em formas mais antigas de sociedade, ás pessoas mais velhas era geralmente devido muito respeito. Nas culturas onde existiam escalões etários, os "mais velhos" tinham uma influência determinante na discussão de assuntos importantes para a comunidade. No seio das famílias, a autoridade dos homens e das mulheres aumentava, com muita frequência, com o avançar da idade." (Giddens, 2000:61)

 

Nos dias de hoje, pelo contrário, verifica-se uma tendência para que os mais velhos percam autoridade, tanto no seio da família como da comunidade social. Após a reforma de uma actividade laboral activa, as pessoas podem ficar mais pobres do que noutra altura das suas vidas. Não vivendo já com os filhos e estando marginalizados na esfera económica, não é fácil para os idosos ter um final de vida compensatório. Para tentar melhorar as condições de vida deste grupo de pessoas (promoção de condições de autonomia e bem estar) existem vários programas e respostas sociais, que ao fazê-lo tentam favorecer a sua permanência no domicílio e no seu meio familiar e social, privilegiando a sua inserção social e comunitária.

Respostas Sociais

1/9

Estrutura Residencial para Pessoas Idosas

 

Assegura o alojamento colectivo, de utilização temporária ou permanente, para idosos em situação de maior risco de perda de independência e/ou autonomia.

Esta resposta social visa:

  • Atender e acolher pessoas idosas cuja situação social, familiar, económica e/ou de saúde, não permita resposta alternativa;

  • Proporcionar serviços adequados à satisfação das necessidades dos residentes;

  • Proporcionar alojamento temporário como forma de apoio à família (doença de um dos elementos, fins de semana, férias e outras);

  • Prestar os apoios necessários às famílias dos idosos, no sentido de preservar e fortalecer os laços familiares.

Tem capacidade para acolher 47 pessoas.

1/5

Serviço de Apoio Domiciliário

 

Assegura a prestação de cuidados individualizados e personalizados no domicílio, a indivíduos e famílias quando, por motivo de doença, deficiência ou outros impedimentos, não possam assegurar, temporária ou permanentemente, a satisfação das suas necessidades básicas e/ou as actividades da vida diária.

Esta resposta social visa:

  • Contribuir para a melhoria da qualidade de vida dos indivíduos e famílias;

  • Contribuir para retardar ou evitar a institucionalização.

  • Assegurar aos indivíduos e famílias satisfação de necessidades básicas;

  • Prestar cuidados de ordem física e apoio psico-social aos indivíduos e famílias, de modo a contribuir para o seu equilíbrio e bem estar;

  • Colaborar na prestação de cuidados de saúde.

Tem capacidade para acolher 10 pessoas.

Serviços:

  • Alojamento;

  • Alimentação;

  • Cuidados de higiene e conforto pessoal;

  • Tratamento de roupa;

  • Serviços de saúde (cuidados médicos e de enfermagem);

  • Apoio no desempenho das actividades de vida diária;

  • Assistência religiosa católica;

  • Transporte;

  • Acompanhamento a cuidados de saúde;

  • Aquisição de bens e serviços;

  • Turismo sénior;

  • Fisioterapia;

  • Hidroterapia;

  • Cuidados de imagem;

  • Disponibiliza informação sobre o acesso a serviços da comunidade.

 

Actividades:

  • Actividades de estimulação física  e psíquica;

  • Trabalhos manuais;

  • Jogos de estimulação cognitiva;

  • Passeios e excursões;

  • Actividades musicais;

  • Comemoração de épocas festivas.

 

Equipamentos:

  • 27 Quartos (20 duplos e 7 individuais);

  • Sistema de chamada;

  • WC com banho assistido e apoios técnicos;

  • Etc.

© 2015 by DB. All rights reserved.

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now